O que é Indústria 4.0 e quais são as suas principais tecnologias?

25 nov, 2021 | Tecnologia | 0 Comentários

A Indústria 4.0 é uma tendência que tem transformado empresas do setor em todo o mundo. Mas, afinal, qual seu conceito e suas principais tecnologias? Confira neste artigo!

O que é Indústria 4.0?

Indústria 4.0 é um termo que se refere a uma nova fase (a quarta) da Revolução Industrial

Seu conceito se concentra em interconectividade, automação, aprendizado de máquina e dados em tempo real. 

A Indústria 4.0 combina produção física e operações com tecnologia digital inteligente, Machine Learning e Big Data para criar um ecossistema totalmente conectado para empresas que se concentram em manufatura e gestão da cadeia de suprimentos. 

Os princípios da Indústria 4.0

Para entendermos os princípios da Indústria 4.0, vale uma comparação com as demais revoluções industriais ao longo da história. Confira um pouco sobre cada uma:

  • Primeira Revolução Industrial: até o fim do século 18 e início do século 19, a manufatura consistia no trabalho manual, às vezes com auxílio de animais. A partir de então, as indústrias passaram a utilizar máquinas, como aquelas com motores a vapor
  • Segunda Revolução Industrial: no início do século 20, o uso da eletricidade impulsionou essa nova transformação da indústria, aumentando a eficiência e produtividade e trazendo conceitos inovadores como as linhas de montagem
  • Terceira Revolução Industrial: os primeiros computadores começaram a ser utilizados na indústria nos Estados Unidos na década de 1950 e, com eles, os softwares de automação
  • Quarta Revolução Industrial (Indústria 4.0): essa última revolução tem sido responsável por conectar o mundo físico ao digital, por meio da Internet das Coisas (IoT), permitindo uma melhor compreensão de todos os aspectos de uma operação industrial.

Quais são os benefícios da Indústria 4.0 no Brasil?

De acordo com a ABDI (Associação Brasileira de Desenvolvimento Industrial), a adoção de conceitos da Indústria 4.0 na matriz produtiva brasileira poderia gerar uma economia de R$ 73 bilhões ao ano.

Só na parte de manutenção e reparo de equipamentos, a economia seria de R$ 35 bilhões, enquanto nos ganhos de eficiência produtiva seria de R$ 31 bilhões. Os gastos com energia também seriam reduzidos com a Indústria 4.0, com estimativa de R$ 7 bilhões.

Quais os principais desafios e expectativas da Indústria 4.0?

Embora cada empresa existente hoje seja diferente, todas elas enfrentam desafios e obstáculos em comum, incluindo:

  • fornecedores e infraestrutura desatualizadas
  • necessidade de altos investimentos
  • questões culturais.

Ao superar esses desafios, a expectativa é que a Indústria 4.0 traga benefícios à manufatura como maior retorno sobre investimento (ROI), lucratividade, oportunidades, redução de custos, flexibilidade, agilidade, eficiência e produtividade.

Quais são as tecnologias da Indústria 4.0?

Agora que você conhece o que é a Indústria 4.0, seus benefícios, desafios e expectativas e como ela se encaixa no contexto das revoluções industriais, confira detalhes sobre quais são suas principais tecnologias.

Elas se caracterizam especialmente pela digitalização, isto é, pela transformação de tecnologias analógicas para as tecnologias digitais.

Inteligência Artificial, Computação em Nuvem, Big Data, Cibersegurança, Internet das Coisas (IoT), Robótica Avançada, Manufatura Digital, Manufatura Aditiva, Integração de Sistemas, Sistemas de Simulação e RFID estão na lista a seguir.

Inteligência Artificial 

A Inteligência artificial (IA ou AI, em inglês) possibilita que as máquinas aprendam com a experiência, se ajustem a novas entradas e realizem tarefas semelhantes às humanas

A maioria dos exemplos de IA que você ouve hoje — de chatbots a carros autônomos — dependem de deep learning e processamento da linguagem natural. 

Usando essas tecnologias, os computadores podem ser treinados para realizar tarefas específicas, processando grandes quantidades de dados e reconhecendo padrões nos dados.

Computação em Nuvem 

A computação em nuvem é tudo o que envolve a entrega de serviços hospedados na internet. 

Esses serviços são divididos em três categorias principais: infraestrutura como serviço (IaaS), plataforma como serviço (PaaS) e software como serviço (SaaS).

Uma nuvem pode ser pública ou privada. A nuvem pública vende serviços para qualquer pessoa na Internet. Uma nuvem privada é uma rede proprietária ou um data center que fornece serviços para um número limitado de pessoas.

Big Data 

Big Data é um termo que descreve grandes volumes de dados, estruturados e não estruturados, que são gerados e gerenciados a cada dia.

Não apenas o tipo ou a quantidade de dados que são importantes no Big Data, mas sim como se lida com esse grande volume de dados.

O Big Data pode ser analisado em busca de insights que melhoram as decisões e dão confiança para fazer movimentos de negócios estratégicos.

Cibersegurança 

A Cibersegurança (cybersecurity, em inglês) é o trabalho de proteção de sistemas conectados à internet, como hardware, software e dados contra ameaças cibernéticas, como acessos não-autorizados a data centers.

Uma forte estratégia de cibersegurança pode fornecer uma boa postura de segurança contra ataques maliciosos projetados para acessar, alterar, excluir, destruir ou extorquir os sistemas de uma organização ou usuário e dados confidenciais. 

Internet das Coisas (IoT)

IoT é a sigla para Internet of Things, em inglês, e significa Internet das Coisas. Esse é o conceito usado para qualquer dispositivo que se conecte à internet. 

Isso inclui desde celulares a fones de ouvido, lâmpadas, geladeiras, máquinas de lavar, cafeteiras, itens vestíveis (wearables) ou qualquer aparelho com essa ligação com a web.

A Internet das Coisas também pode ser levada a carros e até a cidades inteiras.

Robótica Avançada 

A Robótica Avançada é uma combinação de programação e hardware que faz uso de tecnologia de sensor inteligente (incluindo sensores ultrassônicos, de toque e de luz) para interagir com o mundo real ao seu redor. 

Na Indústria 4.0, a robótica avançada é usada em instalações de manufatura que às vezes funcionam sem supervisão humana 24 horas por dia.

Manufatura Digital 

A Manufatura Digital é a aplicação de softwares a serviços de manufatura, cadeias de suprimentos, produtos e processos. 

As tecnologias de manufatura digital conectam sistemas e processos em todas as áreas de produção para criar uma abordagem integrada à manufatura, do projeto à produção e à manutenção dos produtos finais.

Manufatura Aditiva 

A manufatura aditiva é um processo especialmente ligado à impressão 3D, no qual constrói peças camada por camada, depositando material de acordo com os dados de projeto 3D digital. 

O termo impressão 3D é cada vez mais usado como sinônimo de manufatura aditiva. Vários metais, plásticos e materiais compostos podem ser usados nesse tipo de impressão.

Integração de Sistemas

A Integração de Sistemas é o processo de conectar todos os sistemas de TI, tecnologias, aplicativos e software de uma empresa para que funcionem como um único sistema. 

Sem a Indústria 4.0 aplicada, as empresas empregam um grande número de sistemas que operam de forma independente, programados com códigos e linguagens diferentes. 

A integração do sistema, portanto, atua como um intérprete entre os diferentes códigos, linguagem de programação, software e hardware para que os dados possam fluir de forma contínua e ininterrupta.

Sistemas de Simulação

Os sistemas de simulação funcionam por meio de um conjunto de técnicas que usa computadores para imitar as operações de várias tarefas ou processos do mundo real por meio de simulação. 

Nesse processo, os computadores são usados para gerar modelos numéricos com o propósito de descrever ou exibir uma interação complexa entre diversas variáveis dentro de um sistema.

RFID

A tecnologia RFID é um sistema de controle e gerenciamento de produtos que usa sinais de radiofrequência para identificar e capturar etiquetas anexadas a objetos e armazenar os dados. 

Na Indústria 4.0, tudo é interconectado com ajuda de sensores e etiquetas RFID, que possuem um microchip que grava os dados e permite sua transmissão.

A finalidade do RFID é semelhante aos códigos de barras, mas com um processo muito mais rápido, mais conveniente e praticamente livre de erros.

As etiquetas RFID na Indústria 4.0 fazem a leitura de um produto e reduzem o erro humano em diversas operações nesse setor, como o monitoramento, gestão, controle de armazenamento e também nas vendas.

Conheça o conceito de Indústria 4.0 aplicado na prática

Como vimos, a Indústria 4.0 possui diversas tecnologias que preparam as empresas para as novas realidades desta era digital. Entre elas, as etiquetas RFID colaboram para processos mais ágeis, precisos e seguros.

O que acha de conferir como essas etiquetas inteligentes podem ajudar a sua indústria? Clique aqui.

5/5 - (2 votes)

Gostou do conteúdo? Confira outros assuntos que podem ser interessantes para você!

etiquetas RFID

Entenda as normativas GS1 em relação as etiquetas RFID

A tecnologia de identificação por radiofrequência, mais conhecida por sua sigla em inglês RFID, já é uma tendência consolidada. Afinal, otimizar o reconhecimento e a rastreabilidade dos itens é a melhor estratégia para melhorar a performance nos negócios. Mas as...
Pontos importantes das etiquetas RFID

Pontos importantes das etiquetas RFID

Já pensou em dar um passo além do código de barras e alavancar seus negócios com muito mais segurança e eficiência? Se a resposta é sim, está na hora de investir nas etiquetas RFID - a identificação por radiofrequência, na sigla em inglês. Elas estão revolucionando os...
rastreabilidade de insumos e importante no seu processo

Por que a rastreabilidade de insumos é importante no seu processo?

Seja qual for o ramo ou o tamanho da indústria, a qualidade dos produtos finais é determinante para o sucesso. Mas é praticamente impossível manter um padrão de excelência sem rastreabilidade no processo. O monitoramento preciso e automático dos insumos pode evitar...
tiquetas RFID para varejo tudo sobre angulo de leitura da irradiacao

Etiquetas RFID para varejo: tudo sobre ângulo de leitura da irradiação

Durante muitos anos os códigos de barras foram a tecnologia dominante no varejo. No entanto, esse cenário está mudando rapidamente com a crescente utilização das etiquetas RFID. A solução oferece muito mais eficiência operacional e benefícios. E uma de suas grandes...
Descarte de etiquetas RFID

Descarte de etiquetas RFID

Quem já conhece a quantidade de funcionalidades das etiquetas RFID pode acrescentar mais duas à lista: o gerenciamento do ciclo de vida de um produto e a indicação da melhor forma de reciclagem ao final da vida útil.  Hoje, a tecnologia é considerada essencial na...
sinais-de-que-você-precisa-otimizar-os-processos-do-seu-negócio

4 sinais de que você precisa otimizar processos do seu negócio

Otimizar os processos da empresa não é uma alternativa, é uma necessidade a qualquer organização. Mas em uma época em que a transformação digital rege os novos rumos dos negócios, muitos procedimentos estão se tornando rapidamente obsoletos. É preciso saber a hora de...
Etiquetas-RFID-e-Metaverso-uma-tecnologia-invalida-a-outra

Etiquetas RFID e metaverso: uma tecnologia invalida a outra?

Etiquetas RFID e metaverso são dois assuntos do momento quando o tema é tecnologia. E não tem como ser diferente em um momento em que os ambientes de negócios estão cada vez mais digitais. O metaverso ainda está dando seus primeiros passos, mas os lucros milionários...
RFID qual a frequencia ideal para a sua aplicação

RFID: qual a frequência ideal para a sua aplicação

Quem está antenado com as novas tecnologias e busca melhores inovações para seu negócio com certeza já ouviu falar na tecnologia RFID.  A solução tem tantas aplicabilidades que pode ser utilizada em praticamente qualquer área: do controle de estoque à identificação de...
tags rfid

Como configurar as tags RFID e definir a zona de leitura

As tags RFID estão entre as soluções mais modernas dovarejo. Basta umaetiqueta para armazenar uma grande quantidade de dados e ler à distância informações valiosas para o controle deestoque einventário, mas também do fluxo e acesso de pessoas e veículos aos mais...
pessoa usando uma pulseira de acesso com leitora rfid

O uso do RFID para a gestão e o controle de acesso de pessoas em diversos locais

Muito se tem falado sobre o uso da RFID no varejo, já que a tecnologia é uma das formas mais eficientes, práticas e seguras de identificar e controlar mercadorias. No entanto, outra funcionalidade se destaca entre as empresas: identificar e controlar o acesso de...

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pin It on Pinterest

Share This